OSHO® ROSA MÍSTICA

Reikimix – Nível I
01/03/2016
OSHO Born Again
29/02/2016

OSHO® ROSA MÍSTICA

O formato

A OSHO Terapia Meditativa “A Rosa Mística” é um processo com a duração de 21 dias, 3 horas por dia, com três fases distintas:

 

  • 1ª semana: o Riso,
  • 2ª semana as Lágrimas
  • 3ª semana o Silêncio (como Osho lhe chamou: O Observador na Colina).

 

Na Rosa Mística mergulhamos no poder curativo do riso, das lágrimas e do silêncio.

À medida que nos rimos sem razão aparente durante a primeira semana, os bloqueios à nossa espontaneidade e alegria interiores dissolvem-se.

Na segunda semana, é através das lágrimas que aliviamos os nossos corações da dor e da tristeza.

Finalmente, desfrutamos da luz e do silêncio criados dentro de nós, em meditação e observação silenciosas durante a terceira semana.

Sobre a Rosa Mística

 

Foi a primeira Terapia Meditativa criada por Osho e apresentada a 30 de Abril de 1988. Enquanto Terapia Meditativa, é um processo que liberta a nossa energia, nos traz mais vitalidade e cria um espaço de silêncio dentro de nós. É um trabalho energético que ultrapassa a mente consciente e onde entramos em contacto com a nossa energia e a nossa essência. A Rosa Mística é essencialmente um processo individual, realizado em grupo e sustentado pela energia do mesmo.

 

Ao longo da nossa vida reprimimos muitas lágrimas e gargalhadas (na realidade, a sociedade tem-nas reprimido ao longo de milénios) criando assim fortes condicionamentos e repressão de emoções. Quando tentamos entrar no interior do nosso ser , ou seja entrar em contacto com a nossa essência, encontramos essas duas camadas de riso e de choro reprimidos que não nos deixam chegar ao nosso centro.

Quando nos permitimos libertá-los, sofremos uma transformação e cura profundas. As lágrimas retiram a agonia que reprimimos e o riso limpa tudo o que está a impedir a nossa alegria e êxtase. Esta limpeza da alma e do coração deixa um espaço de paz e desapego e a capacidade de apenas observar, de ser um espectador de si próprio.

Cria o espaço para a Meditação.

 

Ficará surpreendido pois nenhuma meditação lhe pode dar tanto como esta pequena estratégia. Esta é a minha experiência de muitas meditações: aquilo que tem de ser feito é quebrar duas camadas em si. O seu riso foi reprimido; disseram-lhe “Não te rias, o assunto é sério”. (…)

 

Por isso, a primeira camada é a do riso, mas quando o riso terminar, vai subitamente dar consigo lavado em lágrimas, em agonia. Vai ser também um grande fenómeno de descarga. Muitas vidas de dor e sofrimento vão desaparecer. Se conseguir libertar-se destas duas camadas, encontrou-se a si mesmo.

 

Se chorar sem razão, apenas como um exercício, uma meditação… ninguém vai acreditar. As lágrimas nunca foram aceites como meditação. Mas eu digo-lhe, elas não só são meditação, são também um remédio. A sua visão melhorará e terá melhor visão interior.

 

Eu criei muitas meditações mas talvez esta seja a mais essencial e fundamental.

 

A rosa mística é apenas um símbolo do homem cujo ser despertou, do homem que já não está a dormir mas antes completamente acordado e que abriu as suas pétalas e se tornou sensível a tudo o que é verdadeiro, belo e bom – o próprio esplendor da existência.

 

O seu coração é o solo, a sua confiança é o clima e o seu ser é a rosa mística – está a abrir-se, a florescer, libertando a sua fragrância.

 in Osho, Yaa-hoo! The Mystic Rose